Marcia Lagos, Almo e Magu Atala. Foto: Reprodução.

O que uniu a estilista Marcia Lagos, a designer Magu Atala e o artista visual Almo foi a paixão, presente nos três, por papelaria e slow design. Juntos, eles comandam a Êmê – do verbo amar, em francês “aimer” – que tem a ideia de criar produtos sofisticados e elegantes utilizando o fazer manual. Então, técnicas como encadernação manual, carimbos artesanais e tingimento natural, fazem nascer peças únicas, carregadas de afeto e significado.

A marca nasceu após Marcia e Magu, respectivamente esposa e irmã do chef Alex Atala, foram fazer um curso de monotipia, depois veio a oportunidade de participar da Feira na Rosenbaum, conhecida pela curadoria da sua criadora Cris Rosenbaum e de lá para cá, ganhou destaque na imprensa e também no desejo do consumidor.

“Começamos presenteando amigos com cadernos, e aí vieram os pedidos para comercialização. Pensamos então que era uma oportunidade de um negócio paralelo, já que cada um tem sua ocupação. Iniciamos com linha de papelaria, seguimos para mesa com papel e em seguida com tecido”, conta Magu.

“Nosso diferencial é ser exclusivo, as coisas não são iguais, para quem quer sair da mesmice, não existem referências prontas e achadas por aí”, revela. A nova coleção da marca, chamada Universo, é inspirada na energia das ágatas e nos símbolos de proteção e amor presentes em diversas culturas: mão, olho e coração.