Máscaras impressas pelo projeto Face Shield for Life 3D. Foto: Reprodução
Arraiô

Nesta sexta-feira (27), a Prefeitura, em uma ação conjunta entre as secretarias municipais de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis) e Educação (Smed), disponibilizou duas impressoras 3D para o projeto “Face Shield for Life 3D”. A iniciativa reúne voluntários de diversas partes do estado para confeccionar protetores faciais que ajudem os profissionais de saúde a se prevenir do risco de contágio pelo Covid-19. O protetor é produzido a partir da tecnologia de impressora 3D e serve para proteger a região dos olhos, que ficam descobertos quando o profissional de saúde usa apenas a máscara N95

Os trabalhos de impressão das máscaras reúnem atualmente 45 pessoas, entre pesquisadores, professores e os chamados makers, responsáveis direto pela fabricação do Equipamento de Proteção Individual (EPI). Em pouco mais de uma semana, o grupo já produziu aproximadamente 900 máscaras para serem entregues, sem custos, a unidades públicas de saúde da capital baiana e de outras cidades do interior.