Vicky Safra, Dulce Godoy e Luiza Helena Trajano. Foto: Reprodução.

No ranking de Bilionários do Mundo de 2021 da Forbes, a representatividade feminina cresceu 36% em relação ao ano anterior e contabilizou 328 nomes. No cenário nacional, dentre os 66 bilionários, 12 são mulheres, o equivalente a 18,1% do total. O patrimônio acumulado em suas mãos equivale a US$ 25,7 bilhões, 11,7% em relação aos US$ 219 bilhões da fortuna de todos os brasileiros da lista.

Este ano, a presidente do conselho de administração do Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano, passou o bastão de mulher mais rica do ano para Vicky Safra, que herdou a fortuna do marido, Joseph Safra, falecido em dezembro de 2020. Ela aparece com o patrimônio líquido de US$ 7,4 bilhões, na frente dos US$ 5,3 bilhões de Trajano.

Dulce Pugliesi de Godoy Bueno, cofundadora da rede Amil e controladora do Grupo Dasa temUS$ 6 bilhões, 71,43% mais em relação a 2020 (US$ 3,5 bilhões). Ela está entre as 500 pessoas mais ricas do mundo. Na sequência está Camilla de Godoy Bueno Grossi, filha de Dulce, com US$ 3,1 bilhões.

Em seguida, estreia Flavia Bittar Garcia Faleiros, filha de Luiza Helena Trajano, com US$ 2,1 bilhões. A herdeira tem uma participação acionária de 0,065% no Magazine Luiza, através da holding Walter Garcia Participações.